• contato@feitaprafugir.com.br

Última atualização: 27 de Set de 2020

INFORMAÇÕES GERAIS

Embaixada brasileira: 34 Floor Lumpini Tower; Rama IV Road Thungmahamek, Sathorn Bangkok – Telf: 02-679-8567 / 02-679-8568
Visto: gratuito para brasileiros e emitido na imigração do país por até 90 dias
Passaporte: validade mínima de 7 meses a partir da chegada
Vacinas: obrigatória a apresentação do certificado internacional de vacinação contra a febre amarela; atentar-se para as doenças dos locais para onde estou indo. Ver o site: Health Map e Medicina do Viajante (a raiva não é erradicada na Ásia)
Obs.: no Estado do Amazonas, com autorização da coordenadora do Programa de Vacina Antirrábica, foi realizada a vacinação, sempre em três doses, dentro do ciclo de 28 dias para as três vacinas. Motivo: pré-exposição. Após 14 dias da última dose, é realizada coleta de sangue para análise em laboratório de São Paulo para contagem de anticorpos e confirmação da imunização
Quando ir: dezembro a março
Capital: Bangkok
Moeda: BATH (THB)
Idioma oficial: tailandês
Cod. telefone: +66
Padrão bivolt: 230V
Tomadas: A, B, C, O
Seguro viagem: há relatos de pessoas que passaram dias vomitando por causa do jet lag. Opções: affinity, assist card
Excursão na Tailândia: Carol +66 83-014-2144/+66 98-825-3344
Roupas: faz um calor tremendo na Tailândia, mas os tailandeses não têm hábito de usar roupas curtas, decotadas ou cavadas. Para visitar os templos, homens devem usar calça comprida e blusas com manga. Mulheres devem usar calça comprida, saias ou vestidos com comprimento abaixo do joelho, e blusas com manga, de malha folgada e cores neutras. Os tailandeses são muito supersticiosos com relação a cor PRETA, que para eles está associada à morte; evite essa cor

Obs.1: alguns leitores já relataram que obtiveram maior economia ao comprar tickets e pacotes no local em vez de comprar antecipadamente pela internet

Obs.2: não beber água nem suco; não comer frutas nem verduras cruas; às vezes eles mesmo colocam algo na comida para lhe indicar médico e ganhar dinheiro em cima


GUIA DE MONÇÕES ASIÁTICAS


TELEFONES ÚTEIS
– Tourism Authority of Thailand (TAT): linha de emergência e informação (“hotline”), com atendimento permanente 24h em língua inglesa, com o número 1672.

– Departamento Polícia Turística (linha permanente e de emergência): 1155.

– “Bangkok Metropolitan Call Center”: 1555.

– Número de emergência geral da Polícia: 191.


DICAS DA TAILÂNDIA
1.  Se quiser apontar algo, faça isso com as mãos abertas. Para os tailandeses, apontar com o dedo indicador é falta de educação.

2.  Para cumprimentar alguém na Tailândia, una as mãos como se fosse rezar e as posicione entre o tórax e a cabeça. Então, curve-se levemente, dizendo sawatdee ka (se você é mulher) ou sawatdee krap (se você é homem). Quanto mais altas as mãos, maior é o respeito demonstrado.

3. nunca toque a cabeça de um tailandês, já que essa é considerada a parte mais pura do corpo (cafuné na cabeça de criança, por exemplo).

4. Religião: Muita atenção para não desrespeitar o Buda. Não tire fotos em que o Buda fique mais baixo que você. Nesses casos, tire a foto agachado. Também não sente com as pernas apontadas para o Buda e não tire fotos zoadas com as imagens. É um insulto!


COMO COMPRAR CHIP DE INTERNET NO AEROPORTO
“Já na saída do avião, no aeroporto Suvarnabhumi, estavam distribuindo chips gratuitos de internet da TRUE MOVE, mas para habilitá-lo é preciso ir em uma loja. Eu peguei o chip, mas ele não era do tamanho compatível com o meu telefone. Fizemos todos trâmites legais de imigração, pegamos as bagagens e fomos na loja da True Move, que fica em frente a saída, ainda dentro da área do desembarque no aeroporto. Havia um pequeno tumulto de pessoas comprando seus chips, mas o atendimento foi muito rápido. Para facilitar, eles te entregam um panfleto com os preços e planos. Então é só você escolher o plano desejado, pagar, entregar o telefone que eles instalam e habilitam na hora e você já sai utilizando.  Todos os planos são válidos por 30 dias e todo o processo deve ter demorado nem 5 minutos e nem foi preciso falar inglês para fazer a compra”.


CHEGANDO E SAINDO DO AEROPORTO INTERNACIONAL DE BANGKOK
O BKK fica a cerca de 25 km do centro de Bangkok, um tanto quanto afastado – como qualquer aeroporto desse porte deveria ser. As opções para você chegar ou sair do aeroporto são as seguintes:

Ônibus: Existe um terminal de ônibus no aeroporto onde você pode escolher entre 12 linhas municipais. Pelo que eu descobri todos os ônibus tem ar condicionado, o que eu realmente não sei dizer é o valor da passagem e qual o destino de cada um – mas você vai ver que as outras opções são melhores e mais simples que o ônibus.

Airport Rail Link: Uma das melhores opções para você chegar ou sair do Aeroporto Internacional de Bangkok é o sistema chamado Airport Rail Link – composto por três linhas de trens de alta velocidade: a linha azul, a amarela e vermelha. Se você considerar que o aeroporto é longe e o trânsito por lá é caótico, o trem deve ser a melhor escolha para você – principalmente se você está com o tempo curto.

Como você pode ver no mapa, a linha azul tem mais paradas e, por conta disso, é mais lenta. O valor do seu ticket vai depender da estação que você vai desembarcar – variando entre 15 e 45 baths.

A linha amarela e vermelha são as linhas express – que tem apenas um destino final. Ambas custam 90 baths e são bem rápidas – você chega ao destino final em cerca de 20 minutos.

A linha vermelha chega na estação Makkasan e a linha amarela chega na estação Phaya Thai – essa segunda é a mais próxima para você chegar na Khao San Road. Você vai ter que desembarcar e pegar um taxi ou tuk tuk – pois não é perto para ir andando.

Taxi: Por fim chegamos a última opção para você que precisa chegar ou sair do Aeroporto Internacional de Bangkok – e foi essa a opção que eu escolhi.
(Fonte: por Fabricio em Vou Na Janela) 


IMPORTANTE
Como eu já falei antes, o trânsito em Bangkok é caótico e, acredite, você pode levar até 3 horas para ir do centro até o aeroporto!!!
(Fonte: por Robson Franzoi em Um Viajante)


CONTROLE DE SAÚDE
A primeira coisa a fazer quando desembarcamos na Tailândia é procurar o balcão do “Health Control”, lá apresentamos nosso Certificado Internacional de Vacinação, comprovando que tomamos a vacina contra a febre amarela pelo menos 10 dias antes da viagem. Sem ele o brasileiro nem entra na Tailândia.

Também preenchemos dois formulários, um que fica com eles, onde dizemos se tivemos algum problema de saúde recentemente, algum sintoma anormal e os últimos países que visitamos. O segundo formulário é semelhante a um cartão de embarque, eles irão carimbar as duas vias, uma fica na imigração e outra você tem que devolver quando for deixar a Tailândia, portanto, guarde muito bem esse papel. Cada vez que voce sai e entra na Tailandia, tem que passar pelo Health Control. 
(Fonte: por Fabricio em Vou na Janela)


IMIGRAÇÃO
Segundo passo é a imigração, que é bem tranquila, mas super demorada. Eu fiz a imigração em três ocasiões em Bangkok e em nenhuma delas fizeram mais de uma pergunta. Na única vez em que me perguntaram algo, era sobre o tempo em que eu ficaria na Tailândia. Nas outras vezes não perguntaram nada, tiram uma foto sua, carimbam o passaporte e pronto.
(Fonte: por Fabricio em Vou na Janela)


RESTITUIÇÃO DE BAGAGENS E ALFÂNDEGA
As esteiras de bagagem ficam logo atrás dos balcões de imigração, em todos os voos demoraram um monte para devolverem as bagagens, isso porque a gente já gasta uns 40 minutos fazendo os procedimentos de desembarque. A alfândega foi super simples também, entrei na fila do “nada a declarar” e passei direto.
(Fonte: por Fabricio em Vou Na Janela


DICA NINJA PARA IR DA CIDADE ATÉ O DON MUEANG GASTANDO QUASE NADA
Se você tem tempo de sobra e disposição, pode pegar o trem até o aeroporto Suvarnabhumi e de lá pegar esse ônibus de graça até o Dom Mueang. Dá para economizar uns 450 Baths aí tranquilamente.

No geral, seja chegando em Bangkok qualquer um dos aeroportos, é tranquilo e descomplicado. Vai na fé que tudo dará certo.
(Fonte: por Fabricio em Vou Na Janela


TRANSFER GRATUITO ENTRE OS AEROPORTOS DE BANGKOK
O Shuttle Bus é gratuito e é a melhor forma de ir de um aeroporto para o outro.

Para ir até o aeroporto DON MUAENG, você deve procurar pelo SHUTTLE BUS que sai do PORTÃO 3, no 2o andar, do lado de FORA do aeroporto, das 5 da manhã à meia-noite, todos os dias, de HORA EM HORA.

Apresente sua passagem aérea em um balcão que tem ao lado do ponto – é necessário comprovar que você tem um voo no outro aeroporto.

O tempo de viagem entre os dois aeroportos com esse ônibus é de cerca de 45 minutos – dependendo do trânsito, claro.

Já no sentido inverso, do DON MUAENG em direção ao SUVARNABHUMI, o ônibus sai do 1o ANDAR, das 5 da manhã à meia-noite, todos os dias, de HORA EM HORA.

Confira a TABELA com os HORÁRIOS do TRANSFER:

Fonte: To Pensando Em Viajar 


COMPRAS
Na hora das compras mais “sérias”, leve o seu passaporte e fique atento ao selinho azul de VAT Refund for Tourists (VRT) pelas vitrines. Nestas lojas, turistas têm direito a reembolso de imposto nas compras de valor superior a 2.000 THB (por cada compra, sem somar notinhas). Vale a pena pedir: são 7% de volta, que já cobrem o IOF. O reembolso é recolhido no aeroporto. Não despache as compras antes de ir ao guichê; é preciso mostrar os itens ao fiscal.

Melhor local: MBK Shopping (4o andar de eletronicos e celulares e 6o andar de souvernires) e Pantip Plaza (dito como mais barato ainda).

Equipamento fotográfico ou produtos da Apple: deve ir à Foto File ou BigCamera, diariamente de 10 as 20h.

BANGKOK (4 dias)

Dica 01: a primeira grande dica de Bangkok é chegar na cidade e participar do rodízio de comida tailandesa, dentro do Shopping MBK, no restaurante chamado The Fifth Food Avenue e participar do buffet All U Can Eat. Em 2017, o buffet custava 399 BATH, algo em torno de R$40,00. Nele você pode pedir todos os pratos do cardápio e a partir daí já sabe do que se trata o cardápio tailandês. Nos ajudou muito no restante da viagem, porque já conhecíamos os nomes e sabores e por isso foi mais fácil acertar.


Dica 02:
reserve o último dia de viagem para compras. Você vai se surpreender com os preços e não dá para ficar carregando todas aquelas sacolas a viagem toda. Por isso, a ideia é ficar alguns em Kao San Road para curtir a vibe de Bangkok e os últimos dias perto dos shoppings para facilitar a locomoção.

Dica 03: se você não sabe o que levar para usar nos templos, não se preocupe. Basta ir até o Chatuchak Market, que funciona nos finais de semana. Lá você encontra tudo o que precisa, a preços módicos.


PONTOS TURÍSTICOS DE BANGKOK

Grand Palace 
Horário: diariamente de 08:30-15:30h
Preço: 500 THB/R$88 + 100 THB/R$18 (áudio guia), inclui o Vimanmek Palace

Wat Phra Kaew – Buda de esmeralda (dentro do complexo do Grand Palace)
Horário: diariamente de 08:30-15:30
Preço: 500 THB/R$88

Wat Pho – Buda deitado
Horário: diariamente de 08-16:30h
Preço: 200 THB/R$36

Wat Arun (templo do amanhecer)
Horário: diariamente de 9-16:30h
Preço: 200 THB/R$36
Como chegar: pegar uma balsa no Tha Tien, em frente do Wat Pho, a balsa cruza o Chao Phraya, uma curta distância, prático e econômico, parando no píer 8
Obs.: mulheres não podem usar vestimenta acima do joelho

Pier Rachini


Wat Benchamabophit – Templo de Mármore (mais afastado do centro)
Horário: ter a dom de 8-17:30h (fechado aos sábados)
Preço: 50THB/R$9

Wat Saket – ou Golden Mount (mais afastado do centro)
Horário: diariamente de 7:30-19h
Preço: 50THB/R$9

Golden Mount


Wat Suthatt e Balanço Gigante
Horário: diariamente de 09:30-17h
Preço: 100THB/R$18
Obs.: na saída do templo, você vai encontrar muitos taxistas oferecendo a corrida até o píer para atravessar para o templo do amanhecer a preço de banana. É cilada. Eles te levam para um píer de onde os barqueiros saem cobrando uma pequena fortuna. A pouco metros dali pode-se encontrar o píer verdadeiro.

Chatuchak Market (a cerca de 10km do Grand Palace)
Como chegar: metrô até a estação Mon Chit
Aberto apenas aos finais de semana de 6-18h

Chinatown
Todos os dias
Entrada gratuita

Wat Traimit – buda de ouro (próximo ao Chinatown)
Horário: ter-dom de 8-17h
Preço: 40 THB/R$8,00

Jim Thompson House
Horário: diariamente de 9-18h
Preço: 200THB/R$36
Endereço: 6 Soi Kasemsan 2, Rama 1 Road

Mercado flutuante de Damnoen Saduak (100km de Bangkok) e Mercado do trem (ou Mercado Ferroviário de Maeklong)
Horário: diariamente de 7-13h pela empresa Private Tour Thailand e Experiência Tailândia
Preço: a consultar
Obs.: O mercado de Maeklong (onde o trem passa no meio) fica a cerca de 1:30 de Bangkok de carro. A forma mais prática de chegar é contratando um tour (particular ou coletivo) que te leva direto ao mercado, sem dores de cabeça; e 2017 pagamos em torno de 1000 THB/R$176.

Esta foi a empresa contratada e o serviço foi excelente. Recomendo!

Esta foi a empresa contratada e o serviço foi excelente. Recomendo!

Kanchanaburi – Ponte do Rio Kwai
A 160km de Bangkok (passeio por empresa)

Museu de Guerra ou Jeath War Musuem (ao lado da ponte do Rio Kwai)
Horário: 8:30-16:30h
Preço: 30 THB/R$6

Bairro Patpong (mercado noturno)

Mercado Palong Wang

Pak Khlong Talat (Mercado das Flores)
Aberto 24h
Obs.: o melhor horário é as 3h, quando os barcos chegam com as flores

Sirocoo Sky Bar – Bar de Se Beber Não Case 2 
Horário: diariamente de 18-01h 
Endereço: State Tower – Silom Road, 1055 (grátis de 18:00 à 01:00)
Preço: R$500,00 por pessoa em média; dica: homens entram somente de calça. Apesar de o jantar ser caro, pode-se conhecer apenas o bar e tomar uma bebida.

Sirocco Sky Bar

Prasart Museum
Horário: de 9-17h
Preço: 500 THB/R$88

Restaurante Blue Elephant
Horário: Lunch: 11:30am-02:30pm/Dinner: 06pm – 10:30pm
Endereço: 233 South Sathorn Road – Kwaeng Yannawa, Khet Sathorn
Roupa: preferível roupa casual (calça comprida)


AYUTTHAYA (01 dia) – bate e volta de Bangkok

Cidade histórica de Ayutthaya 
Horário: de 8-18h
Trem: 1h45min; a estação está interligada com o metro Hua Lamphong.
Principal atração: Wat Mahathat (Buda entre as árvores)

Wat Mahathat

Obs: em 2017, pagamos 500 THB por pessoa em um táxi de ida e volta com visita a 06 templos, saindo de Bangkok.


KRABI (01 dia) ponto de partida para as ilhas

Krabi é um dos pontos mais estratégicos para acessar as praias e ilhas do sul da Tailândia. A praia mais famosa de Krabi é Ao Nang (que vale a pena conhecer e fica a 20km de Krabi), mas a mais bonita, e a que merece seus três dias de viagem é Railay Beach, uma praia de águas esverdeadas rodeada de montanhas charmosas. Passar em Railay Beach depois que sair de Ko Phi Phi.

Há dois aeroportos a menos de 50 km da ilha, o de Phuket e o de Krabi e diversas companhias aéreas fazem o trecho Bangkok-Phuket ou Krabi: Orient Thai Airlines, Nok Air, Bangkok Airlines, Thai Smile, Air Asia entre outras. Independente do transporte para sair de Bangkok, todos te levarão para a Ilha de Krabi, de onde saem os passeios para as ilhas Phi Phi.

Deixar a mala no aeroporto para viajar para as praias.

Quando comprar a passagem de barco de volta, lá em Phi Phi, já avisar que vai para Railay Beach, então já estará incluso no preço da volta (barco de saída de Phi Phi + Van até o lugar onde pega o Long Tail boat + o Long Tail Boat).

Como nossa primeira parada foi a Full Moon Party, seguimos de Bangkok direto para Ko Phangan.


KO PHANGAN OU KO PA NGAN – ILHA DA FULL MOON PARTY (03 dias)
É um ótimo destino e você ainda pode fazer na mesma viagem as outras duas ilhas que ficam super próximas a ela: Ko Tao (ao norte) e Ko Samui (ao sul).

Quanto tempo ficar: 4 dias – chegada, passeio de barco, passeio de moto e alguma ilha do Nordeste.

Onde se hospedar: Lucky Crab. Sem dúvida alguma, esse albergue foi um facilitador, porque estava a 5 minutos da praia, mas longe o suficiente da algazarra e com toda a estrutura ao redor: restaurantes, aluguel de motos, pronto atendimento, massagens, mercados, etc.

Como chegar 01: comprar um bilhete de avião da low cost NokAir com destino direto para Ko Phangnan (fly ‘n’ ferry); 3000 THB/R$530 às 8:05-13:30h

Como chegar 02: se você está em alguma praia por Krabi ou Surat Thani, pode ir a qualquer agência de viagem que tiver na cidade.

Todo speedboat que vai para Ko Phangnan faz uma parada em Ko Samui. É o caminho, já que fica entre Phangan e o continente. Se você tiver um tempo, vale a pena adicionar ao seu roteiro.

A Full Moon Party acontece todos os meses no sábado de lua cheia, na praia de Haad Rin Nok ou Haad Rin Beach (Sunrise Beach). No período da festa, a ilha fica lotada e é bom reservar hospedagem com antecedência. O ideal é ficar perto da Sunrise Beach, mas não lá.

Full Moon Party


Anote aí as praias imperdíveis em Koh Pha Nang:

– No norte (possível ir de moto, carro ou táxi): Ao Chaloklum, Haad Khom, Koh Ma, Ao Mae Hadd.

– Noroeste (possível ir de moto, carro ou táxi): Haad Yao e Haad Son. Se você procura um lugar mais tranquilo para ficar em Phangnan, uma dessas praias deve ser sua escolha.

– Sul (possível ir de moto, carro ou táxi): Haad Rin Nok (Sunrise Beach), praia onde acontece a Full Moon Party.

– Leste e Nordeste (possível de barco em passeio ou barco-táxi): Haad Yao (East), Ao thong Nai Pan Noi, Ao Thong Nai Pan Yai. São praias mais remotas, de difícil acesso. Mas são um paraíso de tranquilidade e paz. O acesso geralmente é por caminhonete 4×4 ou longboat. Se você quer se desligar do mundo, esse é o lugar.

Não usar táxi; moto é o melhor.

O que fazer: alugar moto e conhecer a costa oeste, ver elefantes, passeio de barco na ilha de Ko Tao.


ILHA DE KOH PHI PHI (3 dias)

ATUALIZAÇÃO 27.09.2020:

Maya Bay é uma das praias mais conhecidas do mundo, eternizada pelo filme “A Praia”, estrelado por Leonardo DiCaprio. Destino certo dos turistas que visitam a Tailândia, ela foi fechada em junho de 2018 e continuará assim até junho de 2021, numa tentativa das autoridades de reverter décadas de danos ao ambiente marinho da região.

É a primeira vez que a praia mais famosa da ilha de Koh Phi Phi Leh é fechada aos visitantes, mas medidas similares já foram tomadas em outros pontos turísticos da Tailândia. Em 2016, as autoridades fecharam a praia de Koh Tachai, também para recuperação ambiental.

Ko Phi Phi é um arquipélago, de onde se destacam duas ilhas principais: Phi Phi Don (onde tudo acontece) e Ko Phi Phi Leh (onde ficam os guardas dos parques e não pode se hospedar). É na Ko Phi Phi Leh que fica a famosa Maya Bay, a gruta Viking, e um ótimo mergulho na Pi-Leh Bay com snorkel. As restantes: Ko Bida Nok, Ko Mai Phai, Ko Yung, Ko Bida Noi são bem pequenas e não são povoadas.

Como chegar: de Phuket ou de Krabi, as ilhas Phi Phi estão à cerca de 2h30 de ferry ou 50 minutos de speed boat. Se você está em alguma praia por Krabi, Phuket ou Surat Thani, pode ir em qualquer agência de viagem que tiver na cidade e comprar o bilhete para o speedboat (1h30min).

A partir de Ko Phangan: O melhor trajeto é:

– Barco de phangan – você terá que voltar para a província de Surat Thani de barco;

– Ônibus de Surat Thani – pega um ônibus de 3 horas para Krabi;

– Barco Krabi – Ko Phi Phi 1h30min.

Ou de ferry: 08-16:30 (8h30min) por 900 THB/R$159

Distância: aproximadamente 48 km de Phuket e 840 km de Bangkok.

Melhor época para visitar: de dezembro a abril, fora da época das monções, quando as temperaturas são agradáveis e há menos chuvas.

Onde se hospedarPhi Phi Banyan 2000THB/R$352 (diária duplo), Viking Nature Resort 1750THB/R$308 (diária duplo).

NÃO COMER: Pirate House Restaurant

Obs.: quando permitida a visita, em vários relatos, as pessoas dizem que o passeio para Maya Bay deve ser feito em private tour para aproveitar melhor os lugares sem a multidão, saindo as 8h da manhã.

Tonsai Bay: ponto de chegada através do píer de Ton Sai. É na rua paralela ao píer que você encontrará um dos bancos para troca de dinheiro, mas cuidado: quanto mais próximo do píer, mais caro será o restaurante e as lojas. Está a 5 minutos andando do centro da Ilha, onde você encontrará um mercadinho de comida local, com restaurantes e barraquinhas de comida e bebida, além de agências de turismo, lojas de roupa, equipamento para mergulho e etc. Melhor lugar para se hospedar, apesar de a praia não ser muito boa.

Ao Lo Dalam: é a região de maior agito na ilha onde a grande maioria dos jovens se hospeda, pois, é nessa praia onde acontecem as festas todas as noites. Isso significa que se você decidir se alojar em algum hotel no centro da cidade e paralelo à praia, escutará o som da festa até às 3 da manhã.

Monkey Beach (ou Yong Ka Sen): ao lado de Ao Lo Dalam; dá para ir de caiaque, aluga um por 2 horas e pergunte à pessoa que te alugou qual o caminho que ele te explicará. É super fácil e não precisa ser malhado ou ter muita habilidade no caiaque, já que o mar é um lago e fica bem perto.

Monkey Beach


Long Beach: situada a 40 minutos de caminhada do píer ou a 5 minutos de barco, é ideal para quem procura tranquilidade em uma praia paradisíaca.

O que conhecer: passeio de Long Boat por Wang Long Cave, Nui Bay e Monkey Beach; visitar a Maia Bay & Loh Dalum Bay com direito a mergulho nos arredores da Viking Cave; curtir as águas calmas da Long Beach; ver as praias (e quem sabe o pôr do sol) do alto do mirante da ilha; fazer um passeio de caiaque pela ilha; compras no centrinho de Koh Phi Phi; curtir o agito e vida noturna de Koh Phi Phi.

Num dos dias, acorde bem cedo, antes das 6h, e contrate um Long Boat particular para te levar até Maya Bay. Antes das 8:00 da manhã é a melhor alternativa para curtir a praia sem invasões de lanchas chinesas. Saindo de lá, aproveite Loh Dalum Bay e a sensação de mergulhar num aquário nas proximidades da Viking Cave. Se tiver pique, suba no mirante e veja Koh Phi Phi do alto (a subidinha é pesada, mas a vista é espetacular). Caso queira ver o pôr do sol, chegue bem cedo porque o lugar costuma encher.

Você pode também pernoitar em Maya Bay (quando permitido, pois atualmente a visita está fechada), mas só há uma empresa que pode realizar esse serviço: Krabi Konnect. Em 2017, pagamos 3500THB por pessoa/R$616. Mas não demore, porque cerca 03 meses antes da viagem, os ingressos já estavam esgotados.



RAILAY BEACH (3 dias)

1 dia inteiro para curtir Railay Beach + 1 dia para Hong Island + 1 dia para 4 Islands (melhor que Ao Nang).

Onde ficar: Sand Sea Resort THB1760/R$310 apto duplo

Private Tour para Hong Island (2017): 3.500 BHT/R$615

Private Tour 4 Islands (2017): 2.000 BHT/R$352

Ferry Ko Phi Phi-Railay Beach 700 BHT/R$124 de 15:30-16:45h

Em Railay Beach, não deixe de conhecer o Tew Lay Bar, um dos melhores points do lugar.

Tew Lay Bar


CHIANG MAI (05 dias)
No norte da Tailândia, a 800 km de Bangkok, Chiang Mai é uma cidade com um ambiente descontraído, templos de uma beleza indiscutível e paisagens memoráveis. É a segunda maior cidade da Tailândia e considerada a capital cultural do país. Mergulhar na selva em jangadas de bambu, ser abençoado por monges no templo de Doi Suthep, fazer massagens ao preço da chuva, assistir a um combate de Muay Thai é uma pequena amostra de tudo o que Chiang Mai tem para oferecer. O museu Art in Paradise, especializado em Illusion Art,  é uma alternativa às atividades mais tradicionais, prometendo uma tarde bem passada e fotos memoráveis.

Guia: Banyen (banyen50290@gmail.com)

PONTOS TURÍSTICOS

Wat Phrathat Doi Suthep (o mais longe e deve ser o primeiro)
Horário: de 8-16h
Preço: 100THB/R$18

Parque Aquático Grand Canyon 
Horário: de 9-18h
Preço: de 390THB/R$69 a 1700THB/R$300

Lago Huay Tung Tao
Endereço: Don Kaeo, Mae Rim District
Horário: 7-18h
Preço: 20THB/R$4

Parque Nong Buak Hard
Endereço: Arak, Phra Sing
Horário: de 6-21h
Entrada gratuita

Museu 3D Art in Paradise (imperdível)
Endereço: 199/9 Chang Klan Rd, Mueang Chiang Mai District
Horário: de 9-19h
Preço: 500 THB/R$88
Obs.: reserve pelo menos 03 horas para explorar o local; do contrário, você vai se arrepender.

Museu 3D Art in Paradise


Wat Chedi Luang
Horário: diariamente de 6-18h
Preço: 40THB/R$7

Wat Shri Suphan
Horário: de 9-21h
Entrada gratuita

Wat Suan Dok
Horário: de 6-17h
Entrada gratuita

Elephant Nature Park 
Endereço: I Ratmakka Road, Phra Sing
Horário: de 7:40-17:30h
Preço: 3500 THB/R$616
Obs.: não usar roupas com cores fortes como vermelha e amarelo; fazer reserva antes

Elephant Nature Park

Tribo Padaung (das mulheres girafas)

Ainda: acompanhar o ritual de oferecimento das almas e conhecer o mercado noturno

Retiro de meditação
Horário: 02 dias
Preço: 800THB/R$140

Curso de culinária
Horário: de 10-15
Preço: 1450 THB/R$255

Curso de culinária


Day trip super legal que passa por Chaing Rai, pelo triângulo dourado (fronteira da Tailândia com Miamar e Laos) e pela tribo das long neck. Pagamos 3250 THB por pessoa de 07:30-21h, em 2017.


Depois de 20 dias na Tailândia, continuamos a viagem ao Laos, a partir de Chiang Mai, em um voo doméstico. Acompanhe também essa viagem. 


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *